loading image

Conselheiros do Cruzeiro aprovam viabilização do empréstimo de R$ 300 milhões

X

Conselheiros do Cruzeiro aprovam viabilização do empréstimo de R$ 300 milhões


Foto: Vinnicius Silva

A Assembleia Extraordinária contou com 316 conselheiros presentes, na qual apenas dois votaram contra

Repórter Luiz Gustavo

No início desta semana, conselheiros do Cruzeiro se reuniram no salão nobre do Parque Esportivo do Barro Preto em função da assembleia geral extraordinária do Conselho Deliberativo do clube e votaram a favor do empréstimo de R$ 300 milhões junto a um fundo internacional da Inglaterra. Com o empréstimo, a diretoria celeste tem como objetivo quitar todas as dívidas e concentrar o débito em um único credor.

A diretoria do Cruzeiro, presidida por Wagner Pires de Sá, apresentou ao Conselho, que contou com personalidades como os ex-presidentes Gilvan de Pinho Tavares e Zezé Perrela, um plano de empréstimo com juros bem menores que os praticados no mercado nacional, girando em torno de 9%. A transação será feita em euros. O valor será pago em sete parcelas semestrais, com um período de carência de um ano e meio a partir da aquisição do empréstimo.

Conforme informado pela diretoria cruzeirense, o clube não colocará a inclusão de imóveis como garantia. Direitos internacionais, renda de bilheterias e patrocínios, cotas futuras de televisão e valores recebidos do programa sócio-torcedor serão utilizados em caso inadimplência como garantia de pagamento.

Segundo o repórter Guilherme Guimarães, setorista do Cruzeiro no Jornal Hoje em Dia, o clube celeste deve cerca de R$ 480 milhões, levando em conta a incidência de juros. Com uma estimativa de R$ 98 milhões a serem pagos a bancos, R$ 22 milhões à Rede Globo, R$ 1,60 milhão de imagem, R$ 10 milhões para a Minas Arena, R$ 28 milhões a atletas e empresários, R$ 85 milhões à FIFA e R$ 45 milhões em impostos.

Outro post

X