loading image

Boulos, Marina, Amoêdo e Daciolo têm registros aprovados pelo TSE

X

  • Home
  • Notícias
  • Boulos, Marina, Amoêdo e Daciolo têm registros aprovados pelo TSE

Boulos, Marina, Amoêdo e Daciolo têm registros aprovados pelo TSE


Lula, Alckmin e Bolsonaro têm contestações

Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou hoje (23) o registro de candidatura de Marina Silva (Rede) à Presidência da República nas eleições de outubro. O vice na chapa é Eduardo Jorge, do PV, definido após aliança entre os dois partidos. Marina Silva tem 60 anos, é historiadora e disputa a eleição presidencial pela terceira vez. Ela declarou patrimônio de R$ 118,8 mil.

Em 2014, candidata pelo PSB, ficou em terceiro lugar, com mais de 20% dos votos. No ano seguinte, liderou a formalização de um novo partido, a Rede Sustentabilidade, pelo qual entra na disputa à Presidência deste ano.

Ex-senadora e ministra do Meio Ambiente, Marina nasceu em uma pequena comunidade chamada Breu Velho, no Seringal Bagaço, em Rio Branco, no Acre. Em 1984, ela ajudou a fundar a Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Acre. No ano seguinte, filiou-se ao PT.

Marina foi eleita pela primeira vez a um cargo público nas eleições de 1988, quando foi a vereadora mais votada de Rio Branco. Depois disso, foi eleita deputada estadual e senadora (dois mandatos). Foi ministra do Meio Ambiente no governo Lula.

O primeiro turno das eleições ocorre no dia 7 de outubro. De acordo com o TSE, mais de 27,6 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros.

Boulos, Cabo Daciolo e João Amoêdo também foram aprovados.

Boulos

Boulos, de 35 anos, é natural de São Paulo, filho de médicos e professores da Universidade de São Paulo (USP). Ele é filósofo formado pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, na qual ingressou no ano 2000. Também é psicanalista, professor e escritor.

A vida política de Boulos começou em 1997, aos 15 anos, quando ingressou no movimento estudantil como militante na União da Juventude Comunista (UJC).

Depois, conheceu o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), do qual é coordenador. Declarou patrimônio de R$ 15,4 mil.

Cabo Daciolo

Integrante do Corpo de Bombeiros, Cabo Daciolo, 42 anos, foi filiado ao PSOL, PTdoB e Avante. Ele ganhou notoriedade em 2011 por liderar a greve da categoria no Rio de Janeiro e foi eleito deputado federal pelo Rio de Janeiro nas eleições de 2014.

Foi lançado pré-candidato em 28 de março de 2018 pelo Patriota, antigo PEN. Não apresentou lista de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

João Amoêdo

Amoêdo foi um dos fundadores do partido político Novo em 12 de fevereiro de 2011, e em 15 de setembro de 2015, se tornou o presidente do Partido. Ele se afastou do cargo em julho de 2017, para concorrer na eleição presidencial de 2018.

De acordo com perfil publicado pela revista Época, para fundar o partido Novo Amôedo contou com incentivo de banqueiros como Pedro Moreira Salles e Fernão Bracher, doItaú Unibanco, e do ex-ministro do Banco Central Armínio Fraga (Gávea Investimentos). Ele também contratou o escritório Pinheiro Neto para confecção do estatuto, e para colher as 500 mil assinaturas contratou empresas de marketing.

Outro post

X